sábado, novembro 01, 2008

Sobre poemas e cicatrizes

Ambos temos uma cicatriz no joelho direito. Não que sejamos companheiros, longe disso, eu mal o conheço. Algumas letras, a fama imunda e o desejo latente. Esse foi o resumo apresentado do poeta. Lógico que ainda há o cheiro característico de boemia, a prepotência intrigante de escritor, o mistério dos olhos pretos. Mas o que mais me fascina não é o frasco, nem o perfume. É a tal cicatriz. Uma espécie de rabisco que marca um tombo ou uma queda específica daquele outro corpo dolorido. A quelóide exposta de uma saudade antiga e amarga. Ele tem um desenho parecido com o meu que cobre o seu joelho direito inteiro. É isso que me enche de vontade. Queria mergulhar naquela ferida semi-aberta para conhecer o que ele esconde atrás da pele. Qual é dor que o faz tão interessante? Meu espelho distorcido que apareceu face a face nos últimos dias. Ele faz questão de encostar a sua pele sobre a minha. Sempre há um pedaço que lambe suavemente outra parte qualquer. Mesmo sem nenhuma intimidade, os olhares se cruzam. É um toque de cotovelo que esquenta o meu corpo. Ou uma música que enche os meus olhos. E ainda há um imã que me arrasta para a sua cicatriz. Espero um próximo passo que nunca chegava. Ficamos na superfície. Um jogo esdrúxulo se estala sobre as nossas almas. Preciso criar rimas, superlotar o querer, aquecer em banho-maria. Podia apressar o tempo ou improvisar um beijo, mas prefiro ficar com a dúvida certa daqueles olhos. É como se eles escondessem algo tão profundo que eu nem mesmo saberei como tocar. Deliciosamente imaturo dentro de uma casca intelectualizada, o homem da cicatriz. Meu joelho tenta correr para a sua poesia aos domingos. Acredito que palavras são remédios. E a cada rima, recebo uma cura. Todas as marcas podem ser apagadas, menos aquelas que vão nos unir. Nossos joelhos cortados enchem a minha cabeça de imagens cruas. E entre essas duas pequenas cicatrizes, eu peço que a vida volte a sangrar.


Um comentário:

eu sou disse...

tanta poesia numa prosa...
te coloquei de link lá no meu blog!
muito prazer, eu sou Camila :)