sexta-feira, junho 26, 2009

É assim: eu continuo te sacando pelas beiradas. Mesmo que doa ou sangre. Meus olhos procuram uma noticia inverossímil. Um alarme falso. Aquela esperança qualquer. Sou uma louca viciada que quer ver a sua vida derramada na minha. É a culpa é apenas tua por ter enchido um coração de palpitações frustradas. Você me adoeceu, cara. Estalou uma espera infinita e esqueceu-se de doar pontos finais. Agora é tarde. É na madrugada que os pés são calçados de futuro.
O rei do pop morreu.
Seus assassinos espalham a notícia.

domingo, junho 21, 2009

Dias seguidos de palavras sem rimas. Comecei quatro textos, não conclui nenhum. Idéias soltas, desconexas. Parece que nada está realmente bom. A vida se esconde debaixo das cobertas. Brasília faz 12 graus. Sai fumaça da boca, entra solidão no peito. Continuamos a nossa procura. Respira, começa de novo. Não há porque fugir do papel/tela/encontro. O caminho é árduo. Ou seria ardor? Prefiro a segunda hipótese. Pouco importa. A segunda se inicia daqui a pouco. Cartas de tarô, trânsitos astrais, i ching. Somos efêmeros como pássaros que seguem. Não existe parada, morada, escolha. Como posso entrar num mundo novo sendo a mesma?

terça-feira, junho 16, 2009

Publicação da minha fresta.


Pronto. Eis o motivo pela abdução dessas duas semanas. Um novo filho virtual. Meu primeiro E-BOOK! Achei que a obra ficou bem charmosa! Mas sabe como é mãe... O Rafa Braga que fez todo o trabalho de diagramação. Um anjo na minha vida! Agüentou as minhas dúvidas, serviu vinho e castanhas para acalmar o meu trabalho de parto. Também não posso esquecer da super mão da Joanne, tentando dar ordem ao meu caos. Quem mais poderia ser tão prestativa do que uma libriana? Avalia e diz verdade de uma forma doce! Ainda tem os inesquecíveis olhos pretos do André e seus comentários gostosos que fazem toda a diferença no meu mundinho. Ah, e lógico. A responsável pela minha futura aprovação no FAC, a minha prima linda revisou o projeto inteiro nessa madrugada.
Agora que a sorte foi lançada, é só torcer muito. Enquanto o sim não chega, já dá para baixar o livro. Ou folhear por aqui mesmo. Divirta-se! =]
ps: tive um dos melhores dias dos namorados da minha vida. regado a pizza, poesia e violão. depois eu conto mais detalhes por aqui... saudade de todos... um beijo.

sexta-feira, junho 05, 2009

para acalmar o mundo...

Se cabelos são lembranças, quero cortar todos os fios. Nada de sorrisos, nem lágrimas tolas. Apenas ausência. Ou solidão necessária. Aquele rei será deposto, o governo destituído. E o meu vestido, doado. Nada de flores pelo caminho. Muito menos espinho. O vazio será a mais bela companhia da dor. E assim, na falta de mim, haverá excesso de palavra.

quarta-feira, junho 03, 2009

ingenuidade


video


A música é do Serafim Adriano, a voz do Leão Caetano e a ingenuidade é só minha...