sábado, julho 12, 2008

Poeta e Poetisa

--> Edvard Munch - Kiss on the beach.(modificada)
Veja a original infinitamente mais bela!
Ele surgiu de repente,
calça xadrez e copo na mão.
Ela derretendo o fitava,
sem saber se chegava ou não.

Apressado, já fez o convite:
cama quente, lencol macio.
Um cuidado para moça fada
E um não para o moço vadio.

Depois veio outro encontro.
Rostos reconhecidos,nomes trocados.
E na mistura do acaso com desejo,
Deram o primeiro de muitos beijos.

Regados a pizza e poesia.
Trocaram autores favoritos,
Poetas, boêmios e loucos
Sussuros ao pé do ouvido.

Por do sol sabor Haagen Dazs
Demostrações públicas de afeto
Poeta e Poetiza tremendo de vontade
Pintura exposta no espelho do teto

Desejo saciado e mutiplicado
Um sabor de quero mais
Viagem trocada ao inverso
A saudade aqui já se faz.

O tempo passa rápido
Poetas preferem o talvez
Verdadeiros e espontâneos
Não tem medo de mais uma vez.

Pode ser que tudo passe
e no futuro, desencontro
Quem não arrisca, não petisca
Ele não quer passar do ponto

Pode ser que tudo dure
e no futuro, o encontro
Quem não arrisca, não petisca
Ela não quer passar do ponto

Poesia se faz com rima
Amor com liberdade
Ele vai voar pelo mundo
Ela vai ficar na vontade

Tudo na vida tem seu fim
E também o seu começo
O momento é de se caminhar
Mesmo sem saber o endereço.

4 comentários:

Perdição disse...

sua resposta e muito rapida, nao da pra concorrer com a sua infinita inspiracao nao....lembrei de ti ontem, ao ler o correio, o caderno de cultura. Acontecera em bsb uma mostra de cinema com os filmes do Jose Dumont!!!beijos...beijos

Ricardo Jung disse...

interessante nossa personalidade igual mas diferente cabe certinho no discordar... poetas são feitos pra amar meros mortais, não podem se dar uns aos outros... assim como os anjos são pra zelas dos humanos, e não de outros anjos

credo... comentário paia

Princesa Sisi disse...

tao triste...

Princesa Sisi disse...

olha, é só trocar o L que a Alma vira Lama.