sábado, julho 05, 2008

...



Se a sua perdição é embalada na verdade,
Entreaberta, as minhas as pernas, te espera com saudade.

3 comentários:

Anônimo disse...

Em cada passo
de uma nova vontade
encampo a minha nova verdade

E a minha vontade, moça
é encostar nessas coxas dispostas
e entreabertas num colchão

É entreabrir portas e arder

Mas no tempo certo
À vista, com prazo
Para um prazer sem pressa

Mas no momento,
meu desejo é apenas perguntar:
– onde se encontra PatriciaH?

Perdição disse...

nao sei se gosto mais dos seus devaneios poeticos ou de suas poesias "devaneianas".....mas essas curtinhas sao especialmente instigantes!

Ricardo Jung disse...

like a pisces in ascendant

I know what you're saying

so...

que a esperança não a desespere