quarta-feira, outubro 31, 2007

O Gato


O GATO- 2006- [Acetato, nanquim e ponta seca] feito pelo artista O Silva



Lá estava eu, deitada na sua cama: Entreaberta para você.
Fazia poses de 5, 10, 15 minutos... E esperava que teu corpo desenhasse figuras abstratas sobre a minha pele. Ou quem sabe, um gato de nanquim sobre as minhas costas? Um gato desenhado com as suas unhas secas.

Mas a sua cama estava vazia de você... Eu até tentava, com a minha mão esquerda, puxar o que restava de ti: o cheiro, suor, cabelos e as suas segundas intenções. Eu queria ser a tua tela em branco. Você não estava na sua cama.

Você tinha lançado vôo para algum outro dormitório longe dali. Talvez tivesse saído para comprar tintas novas... ou comida para o gato que devia ter sido pintado sobre o meu corpo.

Enquanto isso, a espera dançava em na sua cama. Aquela cama vazia, com o lençol que continuava branco e sem pedaços de você. Eu, deitada, sem os meus desenhos e com uma esperança tola.

Esperança de um dia, virar ponta seca e furar o teu corpo, a tua cama e matar esse gato imaginário que grita nas noites de calor.

4 comentários:

O Silva disse...

uau!!! hehe...
olha eu aí... hehe

Legal Paty... curti o texto inspirado... gosto dessa troca contigo... quero fazer mais...

esse desenho foi pra um texto...
mó viagem também... hehe...

fiz dois desenho pra uma publicação...
acho que nem saiu... O gato e a aranha... estão no flickr...

Beijão e sucesso...
continue entreaberta...
que eu continuo espiando...

garoto de reticências disse...

gosto de ler vc. é bem abstrata e ao mesmo tempo palpável. Tem cheiro e cor (mesmo com letras brancas).
Vc vai para a minha lista, ah se vai!!!!!

=****

Princesa Sisi disse...

adorei a metáfora!

=]

Léo Gama disse...

Miauuuuuuuuuu!