terça-feira, março 23, 2010

Se eu guardasse todas as minhas lágrimas em um pote, Brasília teria mar.

3 comentários:

joanne disse...

e se juntasse com as minhas, seria um novo oceano.

caio moreira disse...

esse poema me lembrou a.c.cesar e nicolas behr... he bj

Guilherme disse...

E nesse a-mar eu me afogaria