quarta-feira, agosto 26, 2009

FAC

Depois de dois longos meses de espera, o resultado do FAC saiu. Toda classe artística participa desse concurso. Escritores, atores, artistas plásticos, circenses, cultura popular. Os artistas se desdobram para preencher direitinho o formulário e abocanhar uma grana do governo. O pouco dinheiro que é disponibilizado vem dos impostos recolhidos no Distrito Federal.

Para os artistas independentes, o FAC é a principal oportunidade de desenvolver suas pesquisas e receber um salário por esse trabalho. Sabemos o quanto é difícil sobreviver fazendo arte no nosso país. Poucos consumidores, uma mídia vendida, incentivo zero. Ser artista é estar sempre na margem.
a
Costumo levantar a bandeira que o artista é alguém que mesmo dentro de uma situação, está fora. Ele precisa ver o mundo com outros olhos. E a partir do seu ponto de vista, ele irá desenvolver o seu trabalho e mostrar a sua perspectiva para o mundo. Algumas pessoas vão gostar, outras vão detestar. E o artista deve rebolar bastante para entrar no circuito da cidade. Basicamente, os artistas são egocêntricos e incompreendidos. Mas estão a serviço da humanidade.
a
Voltamos ao Fundo de Apoio a Cultura. Esse ano, a nossa querida Secretaria de Cultura do Distrito Federal resolveu inovar no preenchimento do formulário do FAC. Foi desenvolvido um site para o cadastro dos processos e uma clausula um tanto duvidosa.
a
A tal clausula pedia que os artistas não se identificassem no projeto. Como posso pedir apoio sem falar sobre o meu trabalho já desenvolvido? Como não citar o nome de uma companhia se está pedindo a manutenção da mesma? Como uma escritora que desenvolve um trabalho autobiográfico risca o seu nome em todo livro?
a
Isso me parece ridículo. Não podemos avaliar sem conhecer quem está por trás daquele projeto. E a historia desenvolvida por aquele artista? Seu currículo, sua obra? Os funcionários da secretaria são burocratas e não entendem nada do que se passa do lado de cá.
a
Há uma falta de organização inacreditável dentro da secretaria. O resultado do FAC saiu em forma de números no diário oficial. Porém os inscritos não têm acesso ao seu número de cadastro. O site que contém essas informações foi retirado do ar. A maioria dos artistas não sabe ainda se ganharam o edital.
a
Para piorar a situação, recebemos um papel onde havia um número de protocolo quando entregamos os projetos. Mas esse número não tem serventia. Os funcionários da secretaria não podem informar nossos cadastros. Estamos à deriva. Há dois dias que esperamos para ter acesso ao resultado de um longo trabalho.
a
Será que a Secretaria de Cultura não entende que artistas não são números? Nós somos idiossincráticos. Temos as nossas estéticas, nossos conceitos. É uma falta de respeito manter esse resultado em forma matemática.

2 comentários:

Camila disse...

FACada...

Anônimo disse...

It’s really informative post. I'ts very useful. You have very nice blog. That's one thing I'm really looking forward. Looking forward to reading more from you.

------------------------------------------
Free Poker Bankrolls - No need to deposit any money !
Regards