terça-feira, setembro 02, 2008


Em caso de dor, movimentO.

Minha fumaça corre com ventO.

Esse amor vai se perder no tempO.

A comida sempre vira excrementO.

Tem excesso de palavra, meu silênciO.

Um comentário:

Thiago disse...

Você já tinha recitado esse poema pra mim. É lindo.
Beijos,
Thiago