sábado, maio 02, 2009

Deu saudade de escrever por aqui... Tantas rimas forma feitas nesse longo silêncio! Eu queria ter dividido isso com vocês. Ter registrado: cada momento com uma palavra. Mas as vezes, temos que viver um pouquinho sem papel e sem caneta. Fazer poesia na memória. Foi isso que eu fiz, nesses últimos 10 dias.

E enquanto eu organizo as minhas lembranças, leia os textos antigos. Juro postar novidades na semana que vem!

Um beijo ao desconhecido.
e
ps -> segue um pouquinho do futuro só para inspirar... rs
e
"Os minutos escorregam do relógio quando se está com pressa. Na plataforma da rodoferroviaria, estava a mesma personagem do parágrafo acima. A mochila desarrumada nas costas, uma garrafa de água com gás, dois maços de cigarros de canela e uma enorme barra de chocolate meio amargo. Havia uma fila brasiliense para entrar no ônibus. Viajantes estranhos se entreolhavam e trocavam poucas palavras. Ela acendeu um cigarro para celebrar o costume da sua cidade, e conseguiu enfim respirar depois do longo dia."

Um comentário:

P. Matheus disse...

Essa personagem parece tanto com vc...agua com gas, chocolate meio amargo!!!belo texto, como sempre!!